Mulheres na agroecologia: experiências e empoderamento feminino em comunidades rurais

Mulheres na agroecologia: experiências e empoderamento feminino em comunidades rurais

Mulheres na agroecologia: experiências e empoderamento feminino em comunidades rurais

Para analisar o trabalho produtivo e reprodutivo das mulheres é preciso considerar que essas tarefas não são realizadas de forma apartada como os conceitos que usamos para melhor compreendê-las. Há uma produção conjunta, os trabalhos domésticos, de cuidados e produtivo são realizados em espaços e tempos próximos, muitas vezes os mesmos. Estes ainda guardam uma relação bastante íntima, evidenciada em situações econômicas de crise que geram restrições ou diminuição dos serviços públicos e cortes de custo nos setores privados que são compensados pela intensificação do trabalho das mulheres, em atividades mercantis ou domésticas. Nesta pesquisa, ao se pesquisar sobre as relações de gênero no meio rural pretende-se investigar o papel da mulher em outras esferas que não sejam às vinculadas somente ao espaço doméstico. A invisibilidade do trabalho feminino está sendo confrontada com novas posturas assumidas pelas mulheres, tanto na esfera do domicílio (cuidado da casa, dos filhos, da horta), quanto da “ajuda” prestada ao marido agricultor. O desprestígio do trabalho feminino, interpretado por alguns como sendo um trabalho reprodutivo, necessita ser revisto. Dentro deste contexto, o presente projeto se propõe a avaliar a relevância do trabalho feminino em famílias de agricultores de assentamentos rurais estabelecidos em Sergipe.
X