Sala Verde Sergipe

Projeto Sala Verde na UFS (2005 – atual)

O Projeto Sala Verde na UFS foi criado em 2005, a partir de um edital do Ministério do Meio Ambiente (MMA). Tendo como meta principal incentivar o debate sobre a Educação Ambiental no Estado, assim como dar apoio às atividades desenvolvidas pelos integrantes do projeto. Assim, se constitui como espaço fomentador de interação e de ações em educação ambiental formal e não formal. Os principais objetivos são:
a) Contribuir para fortalecimento das ações de pesquisa e aprofundamento teórico em educação ambiental;
b) Contribuir para a formação profissional de professores através de projetos de intervenção na Educação Básica;
c) Visa à democratização do acesso às informações, materiais e publicações sobre as questões ambientais e também oferecer atividades diversas voltadas à Educação Ambiental (como cursos, palestras e oficinas), que estimulem o autogerenciamento de maneira que, quando a equipe da Universidade sair do projeto, os envolvidos possam continuar trilhando caminhos em busca de um ambiente sadio e socialmente justo;
d) Socializar as vivências de ações em EA desenvolvidos na Sala Verde. Um aspecto que contribui para o grupo desenvolver pesquisas e ações de intervenção em educação ambiental, a qual recomenda que o estudo seja desenvolvido em caráter interdisciplinar, é a composição multidisciplinar de seus membros.
O grupo está formado por alunos e professores de diferentes campos disciplinares e tem como desafio efetivamente construir conhecimento sob procedimento metodológico apoiado na interdisciplinaridade. O Projeto Sala Verde tem por finalidade continuar sua função junto à Universidade Federal de Sergipe na formação continuada de professores do Estado, oferecendo cursos de extensão, encontros acadêmicos para divulgação de trabalhos de pesquisa e de intervenção no campo da educação ambiental.
A Sala Verde dispõe de acervo para atender os alunos da UFS para o aprofundamento de assuntos relacionados com a educação ambiental, localizado na Didática I, Campus Prof. José Aloísio de Campos (São Cristóvão/SE).

O trabalho do grupo é organizado em reuniões quinzenais que obedecem a seguinte estrutura:
a) Reuniões pedagógicas, que visam o aprofundamento teórico do grupo e definir a orientação teórica a ser seguida no curso de formação socioambiental nos municípios envolvidos no projeto (Barra dos Coqueiros e Itabaiana);
b) Reuniões administrativas que tratam das questões estruturais do grupo, da organização dos eventos acadêmicos e das questões de acompanhamento do Projeto Sala Verde nos municípios;
c) Orientações em grupo e individual que buscam contribuir com os trabalhos de extensão.
Dessa forma, o grupo tem suas reflexões materializadas nas seguintes atividades:
1. Promoção e realização do 9º Encontro Sergipano de Educação Ambiental - ESEA;
2. Promoção e realização do Seminário Educação e Sustentabilidade
3. Cursos de formação socioambiental para professores (Barra dos Coqueiros e Itabaiana);
4. Palestras, cine debates, rodas de conversa;
5. Servir de espaço para comunidade realizar trabalhos alinhados a educação ambiental;
6. Oferecer oficinas de Horta e EA, Stop Motion; Estudo do meio;
7.Participar como espaço exibidor do Projeto Tela Verde Nacional, realizando e promovendo amostras de Tela Verde regional.

A horta como possibilidade para o desenvolvimento de cidadania sob a égide da educação ambiental (2014 – 2015)

O projeto visou desenvolver atitudes e valores socioambientais e individuais com alunos de escolas do Ensino Fundamental de escolas publicas, utilizando a implantação de uma horta como ferramenta para sensibilizar os alunos e professores do seu papel na sociedade. Para tanto, o projeto em tela foi desenvolvido mediante campanhas e utilização de técnicas de produção de alimentos orgânicos, além de técnicas de manuseio do solo (semeadura, adubação e colheita) e manuseio sadio dos vegetais. O trabalho se aproximou da pesquisa-ação, em que no processo contínuo de ação (prática de cultivo de alimentos) reflexão (corresponsabilidade com o meio e com sua saúde), contribuindo para formação do cidadão crítico participativo.

Educação Ambiental na APA do Morro do URUBU (2009 – 2011)

O referido projeto objetivou promover ações educativas fomentadoras do desenvolvimento de uma educação ambiental crítica com frequentadores da Área de Proteção Ambiental Morro do Urubu, tendo como resultado final a produção de matérias didáticos voltados para o objetivo supracitado e ações educativas desenvolvidas in loco.
X